Home > Dicas > Como pedalar pelo mundo em 3 passos básicos
Como pedalar pelo mundo em 3 passos básicos
10/05/2018
Dicas

1. Arranje uma bicicleta.

Não importa o modelo, contanto que seja confortável e a maioria das suas peças aguentem a longa viagem.

2. Peça demissão do seu emprego.

Você vai precisar de alguns anos para de fato sair pedalando, então escreva uma carta ao seu chefe dizendo que sente muito mas existe uma coisa que você precisa fazer antes de morrer.

* Pule esse passo se você for estudante/desempregado/aposentado.

3. Saia.

Você não pode pedalar ao redor do mundo sem sair de casa. Então amarre uma barraca, um saco de dormir e algumas roupas na sua bike, peça ao seu vizinho para tomar conta do seu gato e pedale para longe.

Depois de completar os passos acima, o resto vai se resolver sozinho.

Aproveite

Alguns passos adicionais:

Pesquise.

Para uma viagem mais tranquila, você pode passar vários meses planejando e coletando informações sobre os países por onde irá passar. Veja questões como visto, melhores rotas, clima, estação, fuso horário, entre outras. Mas, você também pode sair por aí e ir vivendo cada dia após o outro, basta acreditar no seu instinto e aproveitar o wifi free de vários lugares. Às vezes ir resolvendo as coisas enquanto elas estão chegando pode te dar a sensação de liberdade e pode servir mais do que ser uma enciclopédia de informações sobre burocracia internacional.

Treine.

Você pode se matricular na academia ou contratar um personal trainer para passar vários meses cuidando da sua saúde e preparando seus músculos para o grande esforço físico. Mas, se você quer se jogar sem muito treino, saiba que você pode sim ganhar um bom preparo físico nas suas primeiras semanas pedalando nas estradas por onde passar.

Obs: é claro que antes de mais nada você precisa fazer um check up com seu médico e ver se está tudo bem com o seu corpo. Faça testes de esforço e informe qual sua intenção ao médico.

Promoções MX

Guarde dinheiro.

Você pode colocar milhares de reais/dólares/euros na sua conta do banco para criar uma sensação de segurança. Ou, você pode vender qualquer coisa que tenha de valor agora, aproveitar uma grana do FGTS e poupar totalmente os gastos antes de viagem.

Isso quer dizer que você vai dormir mal, comer pão ou miojo quase todos os dias, aceitar qualquer convite, evitar visitas turísticas, e tantas outras medidas cautelosas.

Consiga equipamentos importantes.

Você pode gastar uma grana com uma bike de última geração, a barraca mais leve, a melhor capa de chuva, um mini fogão, um capacete com tecnologia usada pelos melhores atletas, uma roupa de ciclismo cara e chique. Ou, você pode arranjar uma bicicleta em uma loja de bikes usadas, pedir uma barraca de presente, comprar uma capa de chuva mediana, usar uma lata de leite para fazer um fogão, comprar uma bermuda de ciclismo sem frescura e usar suas camisetas de correr no domingo.

Planeje uma rota.

Você pode passar um longo tempo planejando detalhadamente as suas rotas e marcando os mapas com canetinha vermelha. Mas, se quiser algo mais alternativo, é só aproveitar a liberdade que a bike já traz para você. Pedale por uma estrada para ver onde ela vai dar, ouça opinião das pessoas que moram nos lugares para saber onde visitar. Afinal, não importa exatamente onde você vai, mas sim se manter sempre em movimento.

Comece um blog ou faça uma conta no instagram

Você pode passar toda sua experiência na viagem para outros que assim como você estão querendo embarcar em uma aventura diferente. Mostre em tempo real os lugares por onde passa, fotos e rotas que está fazendo.

Ou, você também pode aproveitar a oportunidade para dar um tempo do mundo virtual e se conectar com você mesmo, aproveitando para viver a vida real. Mas, lembre sempre de avisar a um amigo ou familiar por onde está passando, assim ninguém se preocupa com você e pode seguir a viagem tranquilo.

Ligue uma “causa” a sua viagem.

Você pode decidir colocar uma meta de arrecadação de fundos para caridade, possivelmente por uma razão pessoal mas mais provavelmente para tentar justificar para as pessoas o motivo da sua mudança de comportamento ou o motivo de querer sair do trabalho por motivos pessoais. Ou, você pode simplesmente decidir que não precisa dar satisfação a ninguém e que os benefícios a longo prazo da sua viagem não podem ser mensurados - e só dizem respeito a você.

Procure por apoio/patrocínio.

Você pode passar meses escrevendo para empresas, contando sua história e tentando incessantemente conseguir algum apoio ou patrocínio. Ou, você pode passar a mesma quantidade de meses guardando dinheiro e se esforçando para conseguir os equipamentos e acessórios que precisa.

Obtenha cobertura da mídia.

Você pode contatar a mídia local para contar sobre os seus planos e conseguir uma cobertura ou matéria sobre sua história. Ou, você pode preferir pensar que a liberdade que queria pedalando é bem mais real quando ninguém está assistindo (nesse caso você não vai precisar ficar mandando releases da sua viagem para nenhum veículo midiático).

Busque quebrar algum recorde.

Você pode tentar estabelecer como meta tentar quebrar algum recorde mundial sobre pedalar ao redor do mundo. Ou, você pode se lembrar que nunca foi um bom atleta e que o objetivo da sua aventura é independência e flexibilidade, auto conhecimento, etc. Assim você aproveita o passeio e não fica pensando em terminá-lo o mais rápido para ganhar um prêmio qualquer.


Mensure as estatísticas.

Você pode estabelecer metas diárias de distância, altitude, velocidade média, pressão de ar, etc, para qualificar seu sucesso no pedal. Ou, você pode decidir que a distância que pedalou no dia tem tanta relevância quanto a cor da sua camiseta cada vez mais suja. Lembrando que sem números para pensar, mais tempo para se concentrar no que você está sentindo e na experiência que está vivendo.

Marque uma data de volta.

Você pode planejar lugares e dias exatos para voltar para casa em uma data premeditada. Ou, você pode perceber que a vida na estrada muda sua vida e que a data premeditada de volta pode não fazer mais sentido pra você, ou - pasme - que você pode ficar entediado de pedalar e quer voltar mais cedo.

Pedale ao redor do mundo.

Você pode finalizar esses planos que tem feito durante tantos anos, o que seria um exemplo de ganhar experiência com o tempo. Ou, você pode largar essa teimosia e partir agora, permitir que a sua jornada cresça conforme os dias de viagem passam. Mas o mais importante de tudo isso é simplesmente, tomar coragem e colocar as duas rodas para fora de casa.

Texto original por Tomsbiketrip.com, traduzido e complementado pela MX Bikes.

Posts Relacionados
Aproveite super descontos
-37%
Macaquinho Feminino Marcio May Intergalatic Tour
R$ 219,90
-29%
Bermuda Feminina Scott Endurance 20
R$ 199,90
-61%
Camisa Alpinestars Hyperlight
R$ 109,90
-31%
Luva Feminina Arbok Gloster
R$ 51,90
REDES SOCIAIS
Informe seu e-mail e receba notícias e novidades
MX Bikes Comercio Artigos Esportivos Eireli - ME | CNPJ: 08.933.109/0001-93 | Rua Sem Denominação 210 - Contenda São José dos Pinhais - PR CEP. 83115-970
Copyright 2007-2015 mxparts.com.br. Todos os direitos reservados.