Home > Dicas > Guia de Compras de Bombas de Ar Mx Bikes
Guia de Compras de Bombas de Ar Mx Bikes
21/01/2020
Dicas
Na dúvida sobre qual o tipo ideal de bomba de ar para levar para seus pedais ou para deixar em casa? Nesse guia nós te ajudamos a solucionar algumas possíveis dúvidas sobre quais modelos e quais as principais denominações que podem causar alguma estranheza ou dúvida na hora da escolha da sua bomba de ar, confira:

Como escolher a Bomba de Ar correta para sua bicicleta?

Encontrar uma bomba de ar, seja de mão ou de pé é relativamente fácil. Mas o problema maior está em ela ser adequada ou oferecer um custo x benefício interessante para que você possa pedalar e mesmo ao furar um pneu não ter dor de cabeça na hora de encher ele com uma bomba que não entrega o que promete fazendo você levar a vida toda para encher o pneu, encher de sujeira e não inflar mais ou com um ângulo ruim de alcance e por ai vai. Por mais simples que pareça, esse pequeno acessório e suas variações são um auxílio enorme para quem pedala, independente da modalidade, por isso, separamos algumas dicas preciosas para você escolher a bomba de ar que mais poderá te ajudar.

O primeiro passo é fácil: Qual o tipo de bomba de ar você precisa/quer? Uma para ficar em casa, uma para levar em seus pedais? Se é para deixar em casa uma bomba de chão também não é a resposta mais completa, assim como para uma de mão, afinal, existem tipos diferentes e distintas aplicações para cada modelo, por isso, vamos falar um pouco de cada delas:
Promoções MX

Bombas de Chão:

São ideais para quem procura manter a qualidade e a precisão antes de sair de casa, após o retorno dos treinos, passeios e provas, além de ajudar quando o pneu está muito murcho ou furado de um dia para o outro, facilitando a qualidade para quem busca manter a pressão de forma ideal (e correta) para cada modalidade. Normalmente, as bombas de chão oferecem versatilidade suficiente para as mais variadas modalidades e tipos de bicicletas, válvulas de câmaras de ar e pneus, garantindo bastante versatilidade para o uso em casa ou até mesmo em oficinas.

Mesmo parecendo simples, as bombas de pé possuem variedades em relação à uma série de critérios, que facilitam a precisão na hora da escolha, mas nem sempre esses detalhes ficam claros, e ai os valores que vão de aproximadamente R$ 40,00 podem chegar a mais de R$ 1000,00 e causar uma confusão em relação à essas diferenças. Por isso, a gente explica um pouco mais para você do que avaliar nas bombas de pé.
Apesar de parecer uma coisa só, devido às diferenças de valores dá para imaginar que existem pontos que podem fazer com que as bombas de ar de chão sejam diferentes. Seja pela simplicidade, seja pela complexidade, os modelos normalmente são compatíveis com dois tipos de válvulas - Presta® e Schräder - bico fino e grosso respectivamente, mas existem modelos que possuem manômetro, possuem adaptadores para bolas e infláveis, além de modelos que contam com câmaras de ar comprido, ideais para quem possui pneus tubeless e que facilitam na hora de fechar o pneu com selante.

Outros fatores que ainda influenciam é a capacidade de inflar os pneus até uma determinada pressão, mas a grande maioria atinge os 160 psi, coisa que poucas bombas de mão atingem, além da praticidade de ter um apoio melhor para encher os pneus, e esse detalhe de acabamento também muda bastante, afinal, a composição dos materiais em geral alteram a durabilidade e o preço, entre eles o barril (onde é alojado o ar) e o apoio para os pés. Esses fatores podem ser questionados ao comprar sua bomba de ar de chão, assim como os demais que são idênticos para as bombas de mão que mostraremos a seguir.

Bombas de mão

As bombas de mão para bicicleta são objetos quase indispensáveis para qualquer ciclista que percorra uma distância razoável, afinal, empurrar a bike por dois ou três quilômetros já é um saco, não é? Então carregar uma bomba de ar é fundamental, já que elas permitem que você tenha mais facilidade em concluir seu pedal. Assim como nas bombas de ar de pé, são tantos modelos e valores que você pode pensar - porque tudo isso pra encher um pneu? Simples. A cada ano os fabricantes tentam auxiliar mais cada tipo de ciclista em uma determinada modalidade, modelando as bombas de ar para uma finalidade mais específica, mas nem por isso você deixará de encontrar as versões mais abrangentes.

Então na hora de escolher uma bomba de mão é importante estar atento ao que você precisa realmente e de quanto uso faz dela em média. Vale ressaltar que se você usa demais sua bomba de ar, independente de ser de mão ou de pé para calibrar seus pneus com menos de três dias sem uso, é necessário verificar se não há vazamentos na câmara de ar ou no próprio pneu e válvula (ou se você não está preocupado demais com isso também, tipo neurótico).

As bombas de ar de mão possuem algumas classificações que podem causar estranheza e até mesmo insatisfação por parte dos ciclistas. Afinal, nem todos conhecem as siglas e o que elas significam para os pneus e câmaras de ar das bicicletas, por isso, escolher da melhor maneira possível para não se frustar é essencial. A maioria dos fabricantes nos dias atuais utiliza dois termos que nem todos conhecem para que serve - HP e HV, High Pressure e High Volume (alta pressão e alto volume), ou seja, uma é voltada para o uso em pneus com alta pressão - speed e gravels, que utilizam pressões superiores aos 45, 50 psi, enquanto as de alto volume são para menores pressões, mas em contrapartida enchem pneus mais largos se assim podemos dizer de modo mais rápido.

Utilizar em uma modalidade diferente não é impossível, mas os efeitos são menos eficientes, afinal usar uma bomba de ar HP em um pneu de mtb, vai fazer com que você leve um tempo a mais para encher o pneu ou câmara de ar, já que a quantidade de pressão é menor que o volume de ar inserido por bombada. O mesmo vale para o uso contrário, ou seja, uma bomba de HV vai levar mais tempo para pressurizar o ar no interior do pneu ou câmara de ar.

Materiais de composição

Tanto as bombas de ar de chão quanto as bombas de ar de mão possuem diferentes materiais que alteram seus pesos, tamanhos, precisão e qualidade para um melhor custo x benefício. Basicamente, os materiais como plásticos e alumínio são os mais utilizados, e claro, que os de plástico em geral são os mais baratos. Sistemas como dual pump (enchem nos dois sentidos), assim como possuir manômetros e bicos reversíveis auxiliam a ampliar as vantagens (e valores) dos modelos, mas nisso reside também a praticidade e a durabilidade de vários modelos.

A escolha deve sempre partir não somente pelo preço nesses casos, já que muitas delas funcionam de modo versátil, mas bem específico para uma determinada modalidade, principalmente em relação à construção, já que para quem pratica mountain bike, a poeira dos estradões e lama em excesso auxiliam a detonar a durabilidade.




Bombas de CO2

Praticidade. Essa é a palavra para descrever os cartuchos de CO2. Muitos ciclistas chamam de bombas de CO2 o sistema completo que mistura o bico aplicador e o cartucho em si. O funcionamento prático de apenas colocar o cartucho no aplicador e posicionar na válvula que enche o pneu quase instantaneamente é o sonho de muitos ciclistas que cansam de inflar os pneus com bombas de mão, mas para isso há um custo de certa forma ainda bem elevado

O aplicador dura tanto quanto uma bomba de ar de qualidade, afinal, a grande maioria é fabricada em alumínio. Já os cartuchos são apenas para uma aplicação e nesse caso só compensam se o pneu estiver totalmente murcho. Isso porque muitos aplicadores não tem manômetro e a velocidade de enchimento é muito rápida, não possibilitando muita precisão na hora da utilização. Outro detalhe é que uma vez rosqueado e com o lacre rompido, o cartucho é tecnicamente perdido, mesmo que o aplicador tenha trava, o ar comprimido acaba vazando aos poucos e perdendo a eficiência.

E para escolher?

Agora que você já viu as características de cada modelo, vamos responder à pergunta lá do início. Qual você precisa? - Simples. Verifique a sua modalidade, esse já é o primeiro passo para escolher entre modelos HV e HP nas bombas de mão. Você usa pneus com sistema tubeless (sem câmara de ar)? Se sim, parta para as bombas de CO2, afinal um pneu murcho com selante além de ser demorado para encher, pode não ficar 100% por causa dos encaixes do pneu junto ao aro e comprometer a quantidade de selante ao ficar vazando nas laterais.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as bombas de ar e como escolher o modelo mais assertivo para você e sua bike, é só dar uma conferida no site da Mx Bikes e escolher a sua bomba de ar clicando aqui.

Saiba um pouco mais sobre os tipos de Bombas de Ar em nosso vídeo:

Posts Relacionados
Aproveite super descontos
-34%
Sapatilha Dynamix Kenya
R$ 264,90
-33%
Pernito IMS
R$ 39,90
-51%
Óculos Absolute Prime EX Branco/Vermelho
R$ 100,90
-21%
Kit Pedal + Sapatilha Nero
R$ 529,90
REDES SOCIAIS
Informe seu e-mail e receba notícias e novidades
MX Bikes Comercio Artigos Esportivos Eireli - ME | CNPJ: 08.933.109/0001-93 | Rua Sem Denominação 210 - Contenda São José dos Pinhais - PR CEP. 83115-970
Copyright 2007-2015 mxparts.com.br. Todos os direitos reservados.