Home > Dicas > Quais peças preciso trocar em um upgrade na bike?
Quais peças preciso trocar em um upgrade na bike?
28/10/2020
Dicas
Quer sair das 7 velocidades - vulgo 21 marchas para mais? Quais peças precisam ser trocadas nesse processo?

Essas são apenas duas das muitas formas com que essa pergunta é feita por muitos ciclistas que possuem uma bicicleta que já não está acompanhando o seu ritmo ou que buscam atualizar a transmissão da bicicleta.

De qualquer forma, é uma pergunta que até mesmo vários ciclistas novos na hora da compra podem pensar - e se eu curtir pedalar e depois quiser uma melhor? O que preciso trocar na bike para ela ficar melhor?

Nesse post vamos falar sobre isso e te mostrar os caminhos para um upgrade na bike sem dores de cabeça, confira:

Entenda melhor o que é a relação de marchas bike

Bem resumidamente, na hora de realizar um upgrade na sua bicicleta, é importante saber quantas marchas ela já possui e se realmente é necessário trocar toda a transmissão dela. 

Se a sua bike já tem 8 ou mais velocidades, o processo é mais simples, mas vamos começar do básico, para aqueles ciclistas que possuem uma bicicleta com 6 ou 7 velocidades.

A primeira coisa a se fazer é calcular a quantidade de velocidades que você tem e que quer ter, ou seja, entender nesse ponto o que precisa ser trocado, por exemplo: 3 coroas e 7 pinhões (cogs - na roda traseira) = 21 marchas ou 21 velocidades.

Para fazer um upgrade para 24 ou 27 velocidades ou ainda fazer um downgrade (reduzir as velocidades), por exemplo para 18 ou apenas 12 marchas, são necessárias trocas de peças bike, em geral pelo menos 3 ou 4 delas, confira quais são essas peças bicicleta:

Catraca/Cassete Bike

A primeira peça bike que todo ciclista que quer fazer um upgrade pensa é o cassete da bike. Nele estão as velocidades da bicicleta e que são em geral o ponto de vista primário de todo o ciclista, afinal é ali que se tem a sensação que a bicicleta vai andar mais rápido ou subir melhor e até que não é tão errado assim, mas na verdade o conjunto funcionando é o que ajuda mesmo.

Mas para sair das 6 ou 7 velocidades para algo de 8 em diante é preciso trocar de catraca ou roda livre para o cassete bike

São duas peças bike que mesmo parecidas, são muito diferentes, seja na composição/construção, seja no funcionamento, já que a catraca tem o sistema completo de rolagem nela enquanto o cassete é só ligado ao free hub do cubo da roda, ou seja, ai entra mais uma peça que você vai ter que trocar também em um upgrade caso sai de 6 ou 7v.

Se você já tem 8 ou mais velocidades, ai sim, apenas o cassete bike a ser trocado já elimina o problema do free hub

Cubo da roda bike

Caso sua bicicleta já tenha cassete, fique tranquilo, é só pular para a próxima peça bike. Mas se você está fazendo um upgrade maior, onde sua bicicleta ainda tem roda livre ou catraca, trocar o cubo da roda também vai ser fundamental.

Afinal, o cassete funciona interligado ao free hub que está ligado ao cubo da roda, enquanto a catraca está ligada diretamente ao cubo da roda.

Esse detalhe é muito importante, afinal ao escolher o cubo roda bike você tem que estar atento até mesmo a quantidade de raios que sua roda utiliza para não comprar algo incompatível e ter que trocar até mesmo o aro da bicicleta.

Existem cubos com free hub de raiação com 21 furos até 42, então se você não sabe qual é o seu modelo e não está afim de contar raio por raio, fale com seu mecânico para saber qual o modelo certo para sua bike sem ter que trocar raios e aro. 

Câmbio Traseiro Bike

Outra peça bicicleta importante para o upgrade é o câmbio traseiro e com ele a capacidade de atender com respostas rápidas as trocas que você precisa com o cassete bike novo. 

Isso significa dizer que ao fazer um upgrade na bicicleta, trocar só o cassete e esquecer do câmbio é o mesmo que nada, pois, um cassete maior demanda um câmbio com maior amplitude também, ou seja, ele precisa trabalhar para que você possa tirar proveito dele.

Existem modelos de câmbios versáteis que atendem 2 ou 3 velocidades, mas em geral a partir de 9 velocidades isso já não ocorre, são exclusivos para uma determinada velocidade ou ainda quantidade de dentes no cassete.

Por isso é importante conferir qual a quantidade máxima de dentes tanto no pinhão maior quanto no menor que são compatíveis com o câmbio traseiro, assim, ele funcionará com maior qualidade nas respostas e na durabilidade.

Trocador de marcha bike

As vezes esquecidos, os trocadores de marchas são peças bike essenciais na hora do upgrade, afinal, sair de 7 velocidades para 10 com câmbio e cassete e não ter amplitude no passador de marcha é no mínimo decepcionante. 

Por isso, não esquecer dessa peça bike é fundamental, já que é ela que vai fazer com que a amplitude do câmbio novo em conjunto com o cassete funcionem efetivamente.

O detalhe fundamental em relação aos passadores de marchas é que ao sair de 7 velocidades, alguns modelos são conjugados, ou seja, possuem integrados o trocador de marcha e o manete de freio.

Nesses casos, os passadores de 9 ou mais velocidades não são encontrados nesse padrão, por isso, é preciso dar uma conferida no seu freio também como que ele vai ficar para não ter que mexer demais no que você gosta.

Corrente Bike

Uma das peças que mais apresentam deterioração pelo uso da bicicleta, a corrente bicicleta é fundamental ao realizar uma troca de peças bike, já que assim como as demais acaba sendo quase que exclusiva para sistemas de câmbios de 9 ou mais velocidades.

O motivo disso é que a corrente bike acaba mudando a espessura para atender as trocas de marchas, afinal, com mais três ou quatro pinhões e com diferentes quantidades de dentes, o espaço entre eles acaba se tornando menor para que o peso e tamanho sejam menores, até mesmo para poder realizar as trocas de modo rápido, sem cair entre os pinhões ou desgastar demais pelos atritos.

Alguns outros detalhes na hora da troca de corrente bike para seu upgrade é a marca. Dependendo da marca do câmbio traseiro e cassete bike, tirando os modelos genéricos, as três maiores marcas do mercado funcionam exclusivamente em seus sistemas, ou seja, câmbio traseiro e cassete Sram só funcionaram corretamente com uma corrente bike e passador Sram e isso vale para Shimano e Campagnolo também.


Câmbio dianteiro e pedivela

Duas peças bike que na maioria dos casos não há necessidade de troca em casos de upgrade na relação se a escolha não afetar a compatibilidade com as coroas. 

Mas em casos de downgrade, especialmente para quem quer montar um sistema 1X (uma coroa), o processo é até fácil, já que se elimina o câmbio dianteiro. Mas o que pega mesmo nesse ponto é que a troca de coroas depende do modelo de pedivela, ou seja, se ele permite a retirada de coroas, já que muitos sistemas de 3 velocidades possuem as coroas juntas com sistema de fixação integrado.

Outro fator aqui é que se houver a necessidade da troca de pedivela, o movimento central também pode ser incompatível e com um detalhe - existem movimentos centrais que são compatíveis apenas com determinados quadros, ou seja, é bom sempre levar sua bike para uma avaliação geral do que precisa ser trocado no seu mecânico de confiança.
Só aqui na Mx Bikes o maior e melhor site de ciclismo do Brasil você encontra a maior variedade de peças bike, sempre com os melhores preços e condições.

Acesse AQUI agora mesmo e confira. Até a próxima.

Confira nosso vídeo sobre quais peças você precisa trocar em um upgrade:

Posts Relacionados
Promoções MX
REDES SOCIAIS
Informe seu e-mail e receba notícias e novidades
MX Bikes Comercio Artigos Esportivos Eireli - ME | CNPJ: 08.933.109/0001-93 | Rua Sem Denominação 210 - Contenda São José dos Pinhais - PR CEP. 83115-970
Copyright 2007-2015 mxparts.com.br. Todos os direitos reservados.