Conheça nossa loja de Motocross, clique aqui
Seu carrinho de compras está vazio

Correntes para Bike em até 12x sem juros

Corrente KMC X-9 9V Corrente KMC X-10 10V Corrente KMC X-8 8V Corrente Shimano Deore CN-HG54 10V Corrente Shimano Deore XT/Ultegra CN-HG93 9V Corrente Shimano Deore CN-HG53 9V Corrente Shimano Deore XT CN-HG95 10V Corrente KMC Z7 116L 8V Corrente KMC Z99 116L 9V Corrente KMC Z10 116L 10V
Indisponível
Corrente Taya TB15 Index 1 / 2x3 / 32 x 116
Indisponível
Corrente KMC X8 116L
Indisponível
Corrente KMC X-9 9V Gold
Indisponível
Elo Corrente KMC CL566R 9 Velocidades

Corrente de Bicicleta

Uma corrente de bicicleta é construída com links ligados por pinos, o que transmite a força criada pelos pedais para o cassete ou roda livre, fazendo com que a bike ganhe velocidade. As correntes de bicicleta são fabricadas geralmente em liga de aço, que é um material forte e durável o suficiente para aguentar a tração das pedaladas.

Confira aqui tudo sobre os bretelles para ciclismo e escolha o seu

Características de uma corrente de qualidade

Uma corrente de qualidade permite uma troca de marchas suave, rápida e sem barulhos. As correntes top de linha são desenhadas para que os links da corrente ajudem na troca de marchas, com pequenos ressaltos que facilitam o encaixe no cassete. Boas correntes ainda permitem que o deslizador do pino (dentro dos links da corrente) segure mais a lubrificação, o que proporciona maior flexibilidade e ganha maior eficiência na transferência de força para a relação da bike.


Como escolher a corrente da bicicleta

Primeiramente deve verificar quantas velocidades é o cassete, indo de 7V até 12V, pois isso irá determinar a largura da corrente. Uma corrente de 9V não irá encaixar em um cassete de 10V, pois não possui espaço suficiente entre as marchas.

Após escolher a velocidade correta o que irá mudar é a marca da corrente e o modelo, o qual irá diferenciar no seu processo de construção, peso e sistema de lubrificação.

O ideal é utilizar a corrente do mesmo modelo e marca do seu cassete: se utiliza um câmbio Shimano Deore, comprar uma corrente Shimano Deore. Geralmente as correntes Shimano e Sram funcionam uma na outra, mas não devem rodar bem em cassetes da Campagnolo e vice-versa.

As marcas KMC e Sunrace já fabricam as suas correntes para serem compatíveis com os câmbios Shimano e Sram.


Como saber a hora de trocar por uma corrente nova

Todas as correntes de bicicleta possuem um limite que podem esticar entre os elos, uma corrente trocada na hora certa pode preservar o cassete durando até (duas correntes), mas se esse tempo passar, pode danificar o cassete prematuramente e até o pedivela, que custam muito mais que a corrente.

Para mensurar a dilatação da corrente existem ferramentas muito simples e fáceis de usar, que em apenas alguns segundos consegue conferir a dilatação. O limite de dilatação é de 0,05mm, caso o entre elos da sua corrente passe dessa medida significa que está na hora de trocar, outras ferramentas funcionam apenas colocando o medidor em cima da corrente, o qual não pode encaixar nos elos, caso ele entre é sinal que já está muito desgastada.


Dicas para aumentar a durabilidade da corrente

São vários os fatores que influenciam na durabilidade da corrente, como o óleo lubrificante que é utilizado, a limpeza da relação, clima, terreno utilizado e o estilo de pedalar do ciclista, o que dificulta dizer a quilometragem que uma corrente deve durar. Mas vamos dar algumas dicas para que possa ter um maior aproveitamento.

  • A cada 100 km realize uma limpeza de toda a relação, Corrente, cassete e pedivela.

  • Realize a lavagem da corrente com um kit de limpeza Shimano que irá remover a sujeira dos lugares mais difíceis, caso não tenha, uma escova de dentes já serve.

  • Evite trocar de marchas em subidas fazendo força nos pedais, tente antecipar as trocas para que já entre na marcha correta